Novidades

- 21.09.2017

Guia alimentar para quem quer seguir uma alimentação mais natural

Conheça os grupos de alimentos que melhor podem compor os seus pratos no dia a dia

Imprimir esta novidade
Compartilhar esta novidade

Vamos falar dos grupos e tipos de alimentos? Há pouco tempo, falamos sobre a beterraba por aqui e percebemos que falar sobre o mundo dos alimentos é essencial para que a gente consiga entender o que estamos colocando no prato e como montar uma refeição equilibrada. Para isso, apresentamos aqui a famosa pirâmide alimentar. Com certeza você já deve ter visto ao menos uma vez na vida, mas se nunca viu, não tem problema, a gente explica! A pirâmide alimentar era encontrada no guia alimentar para população brasileira até 2014 e tinha como objetivo esclarecer 3 pilares de uma alimentação saudável: moderação, variedade e equilíbrio. Ela era dividida em 8 grupos alimentares e indicava a quantidade de porções que deveria ser ingerida de cada um deles. Hoje o guia mudou, percebeu-se que não se falava em qualidade dos alimentos, o que é fundamental para uma dieta saudável. O guia hoje não fala em grupos, mas sim em uma alimentação mais natural e utilizando alimentos frescos e minimamente processados. Você pode encontrar o guia no site do ministério da saúde, é sem 100% gratuito e vale a pena a leitura.

Mas o que podemos aprender com o guia anterior, que dividia os alimentos por grupos? Exatamente o mundo dos alimentos! Vamos começar pela base:

Grupo 1: grupo dos pães (bolos e biscoitos), cereais (todos os tipos de arroz, milho, trigo, centeio, aveia, cevada, quinoa e amaranto), tubérculos (batata inglesa, rabanete, mandioquinha) e raízes (batata doce, cenoura, beterraba, aipim e inhame).

Grupo 2: hortaliças – que são os legumes e as verduras – e as frutas. As verduras são aqueles vegetais onde a parte comestível está nas folhas, flores e hastes. Ou seja, a maioria dos verdes: alface, couve, agrião, rúcula, chicória, brócolis etc. Já nos legumes a parte comestível são os frutos ou sementes: abobrinha, berinjela, chuchu, pimentão e por aí vai.

Grupo 3: aqui encontramos as proteínas de origem animal e as proteínas de origem vegetal. Este é o grupo de leites e derivados, carnes e ovos, leguminosas e oleaginosas. As leguminosas são os grãos produzidos em vagem como: feijão, grão de bico, lentilha, ervilha, fava e soja. Já as oleaginosas são sementes ricas em óleos e gorduras do bem: castanhas, nozes, amêndoas e etc.

Grupo 4: por último, no topo da pirâmide alimentar estão os dois grupos mais temidos: óleos e gorduras, tanto de origem animal quanto vegetal; e os açúcares e doces.

A pirâmide é ótima para nos ajudar a identificar os grupos de alimentos e qual alimento é fonte de qual macronutriente. Os alimentos da base são fontes de carboidratos; os do meio, de fibras e vitaminas; mais para cima, temos as fontes de proteínas e, por último, as gorduras e os açúcares. Para conhecimento geral, a pirâmide é ótima!
Para aprender a ter uma alimentação adequada e equilibrada o guia atual vem para somar e facilitar. No novo guia, tem dicas de combinações saudáveis para cada refeição, e o mais legal: de acordo com cada região do país! Além disso, dá dicas de comportamento, como se comportar na hora de comer para ter uma experiência completa de saúde e bem-estar. Enfim, alimentação é papo sério e quanto mais curioso você for, mais conhecimento terá e mais saúde colocará no seu dia a dia. Continue sempre buscando informações, lendo muito e, é claro, contando com a gente por aqui!

Revista de Ofertas

Confira as principais ofertas
da rede Zaffari & Bourbon.

Endereços e horários:

Selecione um de nossos empreendimentos para conferir o endereço e os horários de funcionamento.

 

Trabalhe Conosco

Cadastre-se em nosso site.

© 2018 Grupo Zaffari. Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade
Grupo Zaffari